80%
Você está ouvindo: Rádio PWZ

HOME / Matéria /

A aventura em cobrir os Jogos Regionais

24/07/2015
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Jonas Bezerra

O sua câmera é de 400 Asas?

Cobrir um grande evento esportivo é uma verdadeira maratona. Várias modalidades acontecendo ao mesmo tempo, traslado de uma competição à outra e as dificuldades de um local apropriado para atender a imprensa. Assim são os Jogos Regionais em Barretos, como os das outras sete regiões do Estado. Os Jogos são um evento relevante na formação de atletas. Por eles passou a maioria dos atletas olímpicos do Brasil.

Mas, falando exclusivamente de Barretos, os Jogos teve suas particularidades, entre elas a receptividade e hospitalidade do povo barretense. Destaco aqui os funcionários do Ginásio de Esportes "João Batista da Rocha" - o Teixeirinha, o Carlos e César - por toda dedicação para que pudéssemos desenvolver o nosso trabalho. Agradecemos também a Prefeitura de Motuca, em nome o diretor de Esportes Marcos Luzia, por todo o carinho e apoio ao Portal.

Mas, o lado negativo dos Jogos aconteceu justamente com a arbitragem no jogo de voleibol masculino entre Motuca e Taquaritinga, na segunda-feira (20), no Cemepe Marília “Dr. Cílio Ribeiro Ávila”, no jogo válido pela fase classificatória dos Jogos.

Ao chegar à quadra poliesportiva, nos deparamos com uma quadra totalmente reformada, mas com um problema: alambrados que contornam a quadra isolando-a do público, têm quase dois metros de altura, o que dificultam a cobertura por parte da imprensa, caso necessitasse realizar o trabalho na área externa.

No entanto, no entorno da quadra havia espaço, suficientemente, para que a imprensa pudesse trabalhar livremente, sem interferir nos jogos que ali aconteceriam. Foi assim nas demais praças esportivas. Mas, de fato, o problema veio da arbitragem que, sem conhecimento das responsabilidades, interferiu e impediu que a nossa equipe desenvolvesse o trabalho.

O segundo árbitro da partida, André Luiz Silva Costa (federado e pleiteando a ser árbitro internacional), não autorizou a nossa presença na área interna da quadra, mesmo estando-a devidamente credenciada. Indagado o porquê, ele simplesmente mencionou que ali a imprensa não poderia ficar. Já o delegado responsável do jogo nos fez a seguinte pergunta: a sua câmera é de 400 asas?

São coisas dos Jogos Regionais que virarão resenhas. E o ano que vem tem mais...

PS: O mesmo 2o árbitro permitiu que uma criança ficasse no banco de reservas durante todo o jogo, ao seu lado. Parabéns!

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.